Data da ultima atualizaçao
Pulmonar - Pela sua Saúde Respiratória - Leitura 03/08/2012



Notícias

Câncer de Pulmão


Com os ainda altos índices de tabagismo em todo o mundo, inclusive no Brasil, permanece em alta o alerta para a importância do diagnóstico precoce do câncer de pulmão. Nos países desenvolvidos  doença é a segunda principal causa de mortes por câncer entre as mulheres - perdendo apenas para o câncer de mama -, e a principal entre os homens. Segundo as estimativas para 2012 do INCA, o câncer de pulmão também é a principal causa de morte por câncer em homens no Brasil e a quinta em mulheres.

Para o dr. Ricardo Terra, médico da Cirurgia Torácica do Hospital das Clínicas da USP e presidente do Departamento de Cirurgia Torácica da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), o aumento da incidência da doença entre as mulheres verificada nas últimas décadas aconteceu, principalmente, pela mudança comportamental. Tabagismo, estilo de vida cada vez menos saudável, alimentação inadequada, sedentarismo são alguns dos aspectos mais importantes desta mudança.

“O câncer de pulmão torna-se ainda mais fatal por se tratar de uma doença geralmente silenciosa. A descoberta da doença acontece, geralmente, por acaso, em exames de rotina. No entanto, mesmo sem sintomas, a ação deste câncer é devastadora. Quando surgem os primeiros sintomas, geralmente a doença está em estágio avançado, dificultando o tratamento e reduzindo as chances de cura”, revela o especialista.

Desta maneira, alerta o dr. Ricardo, é importantíssimo, especialmente entre os tabagistas ou aqueles com histórico da doença na família, que realizem consultas periódicas a um médico pneumologista para controle do tabagismo e rastreamento da doença. O rastreamento, que consiste na realização de exames de imagem em pacientes de risco para desenvolver o câncer de pulmão, ainda sem sintomas, é controverso. Contudo, estudos recentes demonstraram benefícios deste rastreamento. Portanto, espera-se que a estratégia seja utilizada com frequência cada vez maior.

“De qualquer forma, a forma mais eficiente para reduzir a incidência deste câncer é o controle do tabagismo. Campanhas de conscientização para os males do cigarro, bem como a lei antifumo aprovada em 2009, proibindo o fumo em ambientes fechados de uso coletivo, são imprescindíveis.”

Data da criação: 03/04/2012 

Voltar

© 2017 www.sppt.org.br - Este site é mantido pela Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
O conteúdo publicado neste site possui caráter meramente informativo. as informações aqui publicadas não devem ser usadas para a execução de diagnósticos, procedimentos ou tratamentos sem prévia orientação médica.
Consulte sempre o seu pneumologista.

Itarget