Data da ultima atualizaçao
Pulmonar - Pela sua Saúde Respiratória - Leitura 03/08/2012



Notícias

Cirurgião Torácico aponta novidades tecnológicas e avalia o futuro da especialidade


Cirurgiões torácicos e pneumologistas comemoram as recentes novidades da área e avaliam que os pacientes só têm a ganhar com o futuro da área. Não somente as novas tecnologias, mas a partir da integração entre elas, novos rumos começam a ser traçados.

“Vários estudos estão sendo desenvolvidos em nível mundial, trazendo novidades até pouco tempo impensáveis. É o caso das câmeras de vídeo de altíssima definição, que já permitem a visualização de detalhes dos tecidos até nível celular”, revela o dr. Ricardo Terra, professor colaborador da Disciplina de Cirurgia Torácica da Universidade de São Paulo (USP) e presidente do Departamento de Cirurgia Torácica da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).

Para o especialista, novas técnicas e aparatos surgem a cada momento e o ideal é estar preparado para recebê-las e fazer um bom proveito do que ainda está por vir.

Por dentro das novidades

Outros exemplos citados pelo médico são os procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos e as intervenções robóticas no sistema respiratório. Com estes avanços, hoje já se pode excluir, em alguns casos, a necessidade de abertura total do tórax, além de garantir maior precisão nos movimentos do cirurgião.

“Com o auxílio de vídeo e de braços mecânicos, o paciente é submetido apenas a pequenos cortes. Esse tipo de tratamento é menos invasivo, tornando todo o processo muito mais rápido e seguro”, afirma.

Segundo o especialista, exames como a endoscopia respiratória e a tomografia de tórax com baixa dose de radiação, também entram na lista dos grandes avanços quando o assunto é saúde respiratória.

“Os novos aparelhos de endoscopia respiratória trazem um ultrassom na ponta, o que permite biopsias não só do pulmão, mas de todas as estruturas ao redor da traquéia, como linfonodos e tumores. Outro avanço foi a utilização da tomografia de baixa dose de radiação no rastreamento de câncer de pulmão, uma novidade importante em termos de diagnóstico”.

Mais segurança na hora H

Desde a última década, procedimentos menos invasivos e com maior grau de precisão tem ganhado destaque e aumentado a sensação de segurança entre médicos e pacientes. Segundo o especialista, o avanço dos métodos cirúrgicos e diagnosticais têm feito toda a diferença.

“Cada vez mais procedimentos de imagem e robótica têm sido usados. As vantagens oferecidas por essas tecnologias são diagnósticos mais precoces, maior precisão e consequente redução de riscos. Tudo isso resulta em tratamentos menos agressivos e maiores chances de cura no caso de doenças como o câncer”.

Em comparação com o que acontece nos países mais desenvolvidos, falta no país a agilidade de popularizar rapidamente estes novos recursos tecnológicos.

“As novidades que chegam ao Brasil não se popularizaram como em países da America do Norte ou da Europa. Aqui, os avanços ficam restritos a poucos centros. É necessário que eles atinjam um número maior de pessoas.

Criada: 18/10/2012
 

Voltar

© 2017 www.sppt.org.br - Este site é mantido pela Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
O conteúdo publicado neste site possui caráter meramente informativo. as informações aqui publicadas não devem ser usadas para a execução de diagnósticos, procedimentos ou tratamentos sem prévia orientação médica.
Consulte sempre o seu pneumologista.

Itarget