Data da ultima atualizaçao
Pulmonar - Pela sua Saúde Respiratória - Leitura 03/08/2012



Notícias

07 de maio - Dia Mundial da ASMA - Alerta


Médicos e organizações de saúde buscam reduzir em pelo menos 50% as internações e as cerca de 3 mil mortes anuais que acontecem no Brasil

Comemorado anualmente na primeira terça-feira do mês de maio, o Dia Mundial da Asma é organizado pela Global Initiative for Asthma (GINA) desde 1998, em mais de 35 países. Neste dia, médicos e organizações de saúde buscam alertar a população sobre uma das doenças que mais levam os cidadãos aos serviços de urgência, registrando índice de mortalidade em torno de 3 mil óbitos ao ano somente no Brasil.

“Estamos entrando na época do ano em que mais ocorrem exacerbações da asma: o inverno. Um dos motivos é o fato de que, neste período, há aumento dos casos de resfriados e outras infecções virais, fatores importantes na precipitação de quadros agudos”, explica dr. Rafael Stelmach, do Comitê Executivo da Iniciativa Global contra a Asma - Gina Brasil e membro da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).

Para os portadores de doenças respiratórias crônicas, portanto, os cuidados no inverno devem ser redobrados.

“A baixa umidade do ar, baixa temperatura e uso de roupas de frio guardadas também facilitam a liberação de agentes inflamatórios que agridem o sistema respiratório, juntamente com os fatores que precipitam a asma”, explica.

Hospitalizações e mortes no inverno

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, são cerca de 300 milhões de pessoas com asma em todo o mundo. A doença é a principal causa de 250 mil mortes prematuras ao ano, passíveis de prevenção. No Brasil, a Iniciativa Global contra a Asma, GINA, encabeça movimento para reduzir as internações em 50% até 2015.

“É importante destacar que boa parte das hospitalizações e também das mortes poderia ser evitada. O que falta, ainda, é informação. A população, e especialmente os portadores da doença e seus familiares devem estar cientes de que estes índices só serão reduzidos se evitarmos as exacerbações, que são as crises de asma”, orienta dr. Rafael.

Sendo a doença crônica, na maioria das vezes de origem alérgica e relacionada a predisposição familiar, não existe cura. Mas tratamento e acompanhamento médicos podem controlar os sintomas, oferecer ótima qualidade de vida e permitir ao paciente realizar normalmente suas atividades do dia a dia, incluindo exercícios físicas.

“É importante destacar que em alguns casos, mesmo sob controle os pacientes precisam continuar usando regularmente as suas medicações, tal como se faz na hipertensão ou diabetes”.

Criada: 07/05/2013 

Voltar

© 2017 www.sppt.org.br - Este site é mantido pela Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
O conteúdo publicado neste site possui caráter meramente informativo. as informações aqui publicadas não devem ser usadas para a execução de diagnósticos, procedimentos ou tratamentos sem prévia orientação médica.
Consulte sempre o seu pneumologista.

Itarget