Data da ultima atualizaçao
Pulmonar - Pela sua Saúde Respiratória - Vacinação: para quem? 03/08/2012



Vacinação: para quem?



PROTEJA SEUS PULMÕES: VACINE-SE!

A vacinação é uma das maneiras mais eficazes para se proteger das doenças. Através da aplicação da vacina, é produzida uma resposta imunológica que fica “gravada” no organismo. Assim, quando houver contato com o vírus ou bactéria, ocorre uma produção mais rápida de anticorpos (que são responsáveis pela defesa do organismo) favorecendo o controle adequado da doença e prevenindo manifestações graves. Vários estudos já comprovaram que a vacinação para gripe e pneumonia reduzem a necessidade de internação assim como diminuem o risco de morte.

 

Quem deve ser vacinado?
As pessoas que devem ser vacinadas contra a gripe são aquelas que apresentam risco de complicações relacionadas a influenza:
- Maiores de 65 anos
- Portadores de doenças crônicas, sejam cardiovasculares, pulmonares ou renais (por exemplo, diabetes, câncer, doenças do coração, doenças pulmonares como asma, DPOC e bronquiectasias, dentre outras)
- Pessoas que vivem em asilos ou casas de apoio
- Profissionais da área da saúde
A vacinação anti-pneumocócica (contra a pneumonia) também está indicada nas populações de risco citadas acima.
Em situações específicas, como na pandemia de influenza H1N1, o sistema público de saúde pode indicar a vacinação contra outros tipos de vírus, englobando um número maior de pessoas.

 

Existe alguma contra-indicação ao uso das vacinas?
As pessoas que não devem ser vacinadas contra a gripe são aquelas que apresentaram reação anafilática a uma dose anterior da vacina, assim como as que possuem história de alergia a ovo de galinha.
Indivíduos que apresentam doenças febris agudas podem ser vacinados, mas devem adiar a aplicação da dose até a melhora dos sintomas.
Pacientes que apresentam história de Síndrome de Guillan-Barrè (uma doença neurológica que causa fraqueza muscular) devem ser vacinados apenas após avaliação de riscos e benefícios com o médico assistente.
A vacina anti-pneumocócica está contra-indicada naqueles pacientes com história de alergia a um de seus componentes, identificada por reações graves a doses anteriores.

 

É possível ficar doente após a vacinação?
A vacina contra a gripe é produzida através de vírus INATIVOS, portanto ela não causa doenças, sendo sua aplicação segura. Febre baixa e vemelhidão no local da aplicação podem ocorrer. Raramente ocorrem coriza, vômitos ou dores musculares. Nesses casos, o tratamento é feito com medicações sintomáticas, como analgésicos e antitérmicos.
Os eventos adversos mais comuns com a vacina anti-pneumocócica são também os efeitos no local da aplicação, não ocorrendo reações mais graves.

 

Por que é necessário vacinar-se todos os anos?
O vírus influenza possui capacidade de mutação (alteração que muda a característica genética do vírus) que pode variar a cada ano. As vacinas, portanto, devem ser desenvolvidas anualmente para que a imunidade seja produzida para os vírus que estão circulando no momento atual.
Em relação à vacina anti-pneumocócica, o Ministério da Saúde recomenda a revacinação 5 anos após a primeira dose.

 

 

Autora: Roberta Pulcheri Ramos
Atualizado em 31/08/2010


© 2017 www.sppt.org.br - Este site é mantido pela Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
O conteúdo publicado neste site possui caráter meramente informativo. as informações aqui publicadas não devem ser usadas para a execução de diagnósticos, procedimentos ou tratamentos sem prévia orientação médica.
Consulte sempre o seu pneumologista.

Itarget